Servo de Deus Alessandro Nottegar

O Servo de Deus Dr. Alessandro Nottegar nasceu em Verona em 30 de Outubro de 1943. Quando estava cursando ainda a 5ª série do Ensino Fundamental, a família o mandou para estudar no Colégio dos Servos de Maria, mas, após anos de estudo e de discernimento vocacional, Alessandro entendeu que o seu chamado não era para o sacerdócio, mas para a família. Queria servir o Senhor no matrimônio e partilhar com os outros os dons que tinha recebido. Inscreveu-se em Medicina, mas não lhe interessavam dinheiro nem carreira. Em 1971, ele se casou com Luisa, que partilhava dos seus ideais, e lhe deu três filhas.

Ele se formou em 1977 e, em 1978, partiu com a família para o Brasil, onde ficou por 4 anos, servindo os doentes mais pobres e os leprosos.

Voltando para a Itália após os quatro anos de missão, encontrou trabalho junto ao hospital de S.Bonifácio, em Verona. Sentiu o chamado de vender tudo o que possuía para seguir o Senhor com a sua família e iniciar uma nova comunidade. Vendeu as terras herdadas do pai e depositou o dinheiro numa conta-corrente no nome de Maria Rainha da Paz, nomeada, em Medjugorje, como Mãe e Rainha da futura Comunidade. De modo milagroso, a Divina Providência multiplicou por sete vezes o dinheiro da família Nottegar, permitindo-lhes comprar uma grande casa nas colinas de Verona.

Ali, em 15 de Agosto de 1986, nasceu a Comunidade Regina Pacis. Em Setembro de 1986, Alessandro disse às filhas: "Filhas, eu não vos deixo em herança terras, nem apartamentos, nem contas bancárias. A herança que vos deixo é a escolha total pelo Evangelho e a possibilidade de estudar até a formatura, se vocês quiserem e se merecerem." Este foi o seu testamento. Alguns dias depois, em 19 de Setembro de 1986, voltando do trabalho no hospital, Alessandro morreu repentinamente de infarto. Tinha apenas 42 anos. Luisa se encontrou sozinha com as três filhas na nova Comunidade, iniciada há pouco mais de um mês. Na mesma noite, um jovem casal, Mario e Rita Granuzzo, decidiram ir viver com Luisa. O Senhor lhe deu força e Alessandro, do céu, rezou por ela e, assim, Luisa continuou a levar adiante a Obra. Alessandro manteve a sua promessa e as suas filhas, mesmo órfãs, puderam estudar até a formatura.

Já em 1987, a Prefeitura de Verona atribuiu ao Dr. Alessandro o "Prêmio da Bondade" Padre Bassi.